Emanuel propõe suspensão de pagamento ao Fies por aluno que recebe auxílio emergencial


        Emanuel: “Queda no orçamento familiar atingiu 1 milhão de contratos do Fies só em 2020.”


O deputado Emanuel Pinheiro Neto (PTB-MT) apresentou à Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 44/21, que permite que o trabalhador beneficiário do auxílio emergencial suspenda o pagamento das parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) por seis meses ou pelo tempo que durar o auxílio emergencial.

No ano passado, o Congresso Nacional aprovou uma lei que suspendeu os pagamentos dos estudantes ao Fies até o fim de 2020.

Orçamento familiar

O parlamentar destaca que o desemprego e a queda no orçamento familiar atingiram pelo menos 1 milhão de contratos do Fies só em 2020, que encerraram o ano endividados no programa.

“Muitos desses estudantes estão sendo socorridos pelo auxílio emergencial e são os primeiros de suas famílias a terem acesso ao ensino superior. Ou seja, a educação significa uma oportunidade de mudança e melhoria na qualidade de vida tanto deles quanto de quem os cerca”, afirma Emanuel.

Desemprego

O deputado também destaca que atualmente, o desemprego está em 14,1% e atinge 14 milhões de pessoas. Segundo ele, isso acaba impossibilitando que grande parcela dos estudantes continuem a pagar as parcelas do programa estudantil, sem afetar o seu sustento.

“O sonho de ter uma profissão foi interrompido na vida desses estudantes e acredito que dando mais tempo para que eles se organizem, é possível evitar a desistência do curso”, conclui.
 
Reportagem – Renata Tôrres, com informações do Facebook do deputado Emanuel Pinheiro Neto
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postar um comentário

  • ©2021 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.