Sistema político atual exclui candidatos sem recursos, diz Wilson, ao defender reforma

Escrito 06/12/2019, 17:00
Categoria destaque

        Wilson: “Precisamos disciplinar uma reforma política que atenda ao desejo da população”.


A proposta de reforma política segue em análise na subcomissão especial da Câmara dos Deputados, com a participação de parlamentares de todos os partidos. O deputado Wilson Santiago (PTB-PB), integrante do colegiado, defende mudanças no atual sistema político, que, segundo ele, exclui muitos candidatos das eleições.
 
“O sistema atual está muito errado porque praticamente exclui quem não tem condições financeiras de tocar uma eleição. Como é que se faz uma democracia sem a participação de todos – quer sejam independentes ou dependentes financeiramente?”, questiona.
 
Wilson Santiago também chama a atenção dos eleitores para evitar a troca de votos por benefícios. Ele ressalta que o cidadão deve escolher candidatos que tenham boas propostas para o País, e não aqueles que, de alguma forma, ofereçam vantagens ou confortos ao indivíduo.
 
“Que a reforma atenda diretamente às necessidades da população, fortaleça os partidos e dê às pessoas mais condições de escolher aquele candidato que, verdadeiramente, será o melhor para representar o município, o estado e o País”, declara.
 
Remendos
 
De acordo com Wilson Santiago, a reforma também é importante para construir uma política que, de fato, seja eficaz para o Brasil.
 
“Já começamos a discutir uma futura reforma política. As regras eleitorais vêm sendo, a toda eleição, remendadas. Este ano mesmo, fizemos um remendo. Então, precisamos disciplinar para colocar em prática uma reforma política que atenda ao desejo da população em geral”, declara.
 
Etapas
 
O trabalho da Subcomissão Especial da Reforma Política foi dividido em quatro etapas, com temas centrais: sistema eleitoral, reforma do sistema partidário, reforma de Regimento e, eventualmente, reformas do sistema.
 
A subcomissão foi instalada no dia 6 de novembro pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados. O colegiado conta com a participação de 13 titulares e igual número de suplentes.
 
Reportagem – Carlos Augusto Xavier, com a colaboração de Regina Mesquita e sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2020 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.