Paes Landim e Benito Gama celebram os 30 anos de promulgação da Constituição Federal


                      Paes Landim (E) e Benito Gama (D) foram deputados constituintes


Os deputados petebistas Paes Landim (PI) e Benito Gama (BA) participaram, nesta terça-feira (6), da sessão solene realizada pelo Congresso Nacional em homenagem aos 30 anos de promulgação da Constituição Federal. Os dois parlamentares foram deputados constituintes – ou seja, participaram da elaboração da Carta Magna brasileira.

Paes Landim integrou as comissões de Organização dos Poderes e Sistema de Governo, de Redação e de Sistematização. Benito Gama, por sua vez, presidiu a Comissão do Sistema Tributário, Orçamento e Finanças.

Principal lei do Brasil

Em discurso no Plenário da Câmara, Paes Landim disse que se sentiu muito honrado em ajudar a construir a principal lei do Brasil. “Tive a oportunidade de defender a atual estrutura do Supremo Tribunal Federal”, lembrou.

Formado em Direito e com especialização na área, o deputado afirmou que, com a Constituição, “o Ministério Público Federal deixou de ser um órgão do governo e passou a ser o braço direito dos direitos da sociedade, dos interesses maiores do País”.

Carta dos brasileiros

Benito Gama também se disse orgulhoso de ter participado dos trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte. “Neste momento, estamos celebrando não a carta aos brasileiros, mas a carta dos brasileiros. É por essa carta que se guia a organização da sociedade”, assegurou.

O parlamentar falou da emoção de rever antigos deputados com quem trabalhou na Constituinte. E fez um chamamento: “Essa Constituição é viva, forte. Ela trata de todos os assuntos de uma sociedade organizada. Por isso, vamos preservar a nossa Constituição.”

Autoridades

A sessão solene contou com a participação dos presidentes dos Três Poderes: do Legislativo (Câmara dos Deputados e Senado Federal), do Judiciário (Supremo Tribunal Federal) e do Executivo (Presidência da República).

O presidente Michel Temer defendeu a harmonia e a independência entre os Poderes. Disse, ainda, que o titular do poder no Brasil é o povo, que foi às urnas no último dia 28 de outubro e elegeu o deputado Jair Bolsonaro (PSL-SP) para comandar o País a partir de 2019.

O presidente eleito também participou da sessão solene. Num rápido discurso, de aproximadamente dois minutos, Bolsonaro afirmou que a Constituição é o “norte da democracia”.

Ele declarou seu compromisso com o cumprimento da Constituição e reafirmou que “juntos, vamos continuar construindo o Brasil que o nosso povo merece. Temos tudo para sermos uma grande nação”.
 
Reportagem – Claudia Brasil
Foto – Jotaric
 
 

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2022 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.