Wilson Filho cobra inclusão da PEC que cria Zona Franca do Semiárido na pauta do Plenário

Escrito 15/08/2017, 16:50
Por
Categoria destaque

      Wilson Filho: “A PEC precisa ter 308 votos favoráveis. Precisamos trazê-la ao Plenário rápido.


O deputado Wilson Filho (PTB-PB) pediu o apoio da bancada nordestina e dos partidos políticos para a inclusão, na pauta de votações do Plenário, da proposta de sua autoria que cria a Zona Franca do Semiárido Nordestino (Proposta de Emenda à Constituição – PEC – 19/11).
 
“Essa PEC precisa ter 308 votos favoráveis. Nós precisamos trazê-la ao Plenário o mais rápido possível, porque há mais de um ano nós estamos esperando o presidente Rodrigo Maia colocá-la em pauta”, ressalta.
 
Segundo Wilson Filho, a criação dessa área de livre comércio – com incentivos fiscais e redução ou isenção de impostos –, vai beneficiar a indústria local e aquecer a economia, de forma semelhante à Zona Franca de Manaus, no Amazonas.
 
“Essa PEC cai como uma luva no momento pelo qual o Brasil passa, de desemprego total. Na Zona Franca de Manaus só uma indústria — a fábrica da Honda, à qual fizemos uma visita — empregou 11 mil pessoas diretamente”, lembra.
 
Wilson Filho destaca a força da PEC, que já passou pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, com unanimidade dos votos, e também pela comissão especial responsável pela análise do texto.
 
Além disso, segundo ele, a proposta recebeu moção de apoio da Assembleia Legislativa de São Paulo, e é aprovada em apoio dos nove governadores da Região Nordeste, além de ter sido matéria da revista The Economist, da Inglaterra.
 
“Com a criação da Zona Franca do Semiárido Nordestino, teremos uma área de livre comércio no sertão, nos estados onde o semiárido prevalece, para que, com a isenção de impostos, centenas de indústrias, fábricas e empresas pudessem se instalar ali, gerando emprego e renda para a região”, explicou o deputado.
 
Na proposta, a sede da zona seria na cidade de Cajazeira (PB), devido sua localização geográfica, numa área em forma de círculo, com raio de 100 quilômetros, que atingiriam as cidades de Juazeiro do Norte (CE), Serra Talhada (PE) e Pau dos Ferros (RN), com isenção de impostos para todos esses municípios.
 
Reportagem – Celimar de Meneses, sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Jotaric 

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2021 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.