Projeto de Sabino Castelo Branco pune uso de agrotóxicos proibidos com perda das terras

Escrito 26/05/2017, 17:00
Por
Categoria destaque

   Castelo Branco: “Precisamos coibir esse crime que compromete todo ecossistema em que é usado.”


Para o deputado Sabino Castelo Branco (PTB-AM), minimizar os malefícios dos agrotóxicos é questão de saúde pública. Por isso, apresentou projeto de lei que torna passível de desapropriação a propriedade rural que utilizar pesticidas proibidos no Brasil (PL 7710/17).
 
“O intuito é aumentar a punição ao uso de defensivos agrícolas proibidos no País. Acabar com o contrabando e o uso de agrotóxicos não autorizados é preservar a saúde da população”, defende o autor.
 
De acordo com relatório do Programa de Análises de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos, cerca de 18,3% da cultura nacional tem uso de agrotóxicos proibidos.
 
O relatório ainda diz que nas culturas de repolho, manga, pepino, cenoura, pimentão, entre outros alimentos, mais de 50% das amostras detectadas com agrotóxicos são de produtos não autorizados. Esses pesticidas podem gerar diversas doenças, como o câncer.
 
Além disso, segundo dados de 2015 da Associação Brasileira de Saúde Coletiva, entre 2007 e 2014, foram notificados cerca de 34 mil casos de intoxicação por agrotóxico.
 
“Por isso, precisamos coibir esse crime, que não só compromete a saúde de uma geração, mas também todo o ecossistema em que é introduzido, dizimando a fauna e a flora local, podendo gerar drásticas consequências no futuro”, conclui Sabino Castelo Branco.
 
Reportagem – Celimar de Meneses, sob a supervisão de Renata Tôrres
Foto – Jotaric

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2021 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.