Josué Bengtson repudia decisão do STF que liberou aborto até três meses de gestação

Escrito 09/12/2016, 10:21
Por Renata
Categoria destaque

  Bengtson: “A Constituição diz que todos têm direito à vida, inclusive o bebê que ainda não nasceu.”


Não existe nenhum tribunal no mundo que estabeleça a pena de morte para aquela criança que ainda não nasceu. A declaração foi feita pelo deputado Josué Bengtson (PTB-PA), ao repudiar decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o aborto.

Ministros do STF entenderam, em uma ação julgada em novembro, que não é crime a interrupção da gravidez até o terceiro mês.

“De onde o ministro, ou a turma que julgou a ação, tirou essa conclusão de que a vida só começa depois do terceiro mês de gestação, quando todos nós sabemos que um feto com três meses já tem coração, já tem os seus membros em formação. Acho temerário nós querermos estabelecer o momento em que se pode assassinar um feto. Pelo contrário, a Constituição diz que todos têm o direito à vida, inclusive um bebê que ainda não nasceu”, ressaltou Josué Bengtson.

O parlamentar também lembrou que, apesar de no Brasil existir tanta violência, não há pena de morte nem mesmo para os crimes os crimes hediondos cometidos.

Reportagem – Renata Tôrres, com a colaboração de Regina Mesquita
Foto – Facebook/Josué Bengtson

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2022 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.