Plenário prorroga CPI do Carf por 15 dias, informa Pedro Fernandes

Escrito 06/07/2016, 19:32
Por Renata
Categoria destaque

    A CPI investiga esquema de venda de sentenças no Carf, com prejuízos de R$ 19 bilhões ao País.


O Plenário da Câmara dos Deputados prorrogou por 15 dias, a contar do dia 2 de julho, o prazo de funcionamento da CPI do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais).

O presidente da CPI, deputado Pedro Fernandes (PTB-MA), havia pedido mais 60 dias de prazo, sob o argumento de que ainda havia muita gente a ser ouvida e muitos documentos a serem analisados pela CPI.

“Temos ainda vários requerimentos a serem deliberados para oitivas de pessoas que consideramos fundamentais para a conclusão dos trabalhos da CPI”, explicou o presidente da comissão.

Compra de sentenças e de MPs

Nas últimas reuniões, estava na pauta da CPI a votação de 89 requerimentos, com pedidos de convocação de 55 pessoas, entre empresários, acusados de corrupção no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) e agentes políticos. Os requerimentos não foram votados por falta de quórum.

O Carf é o órgão do Ministério da Fazenda que julga recursos de empresas autuadas pela Receita Federal. Segundo a Operação Zelotes, da Polícia Federal, um esquema de venda de sentenças no órgão causou um prejuízo de R$ 19 bilhões aos cofres públicos.

A CPI investiga também a suspeita de compra de medidas provisórias (MPs) que deram benefícios fiscais a empresas do setor automobilístico.
 
(Com informações do Câmara Notícias)
Foto – Lucio Bernardo Junior / Câmara dos Deputados

Comentários

Não existem comentários

Postagem de comentários após três meses foi desabilitado.
  • ©2020 PTB na Câmara. Todos os direitos reservados.